.
“Os fariseus e os escribas tomaram as CHAVES DA GNOSIS. Eles não entraram e nem deixaram entrar aqueles que queriam entrar. Vós, no entanto, sede sábios como a serpente e manso como as pombas”
( JESUS CRISTO – Evangelho de São Tomé )

"Seguramente, cada um que receba um Mistério do Reino da Luz, irá e herdará até à região na qual recebeu Mistérios. Porém, não conhecerá ... a Gnose do universo e porque é que tudo isto surgiu a menos que conheça a UNA e Única Palavra do Inefável que é a Gnose do Universo. ..... E de novo vos digo abertamente: EU SOU A GNOSE DO UNIVERSO"
.
(Jesus Cristo em Pistis Sophia, o livro sagrado do cristianismo gnóstico primitivo)

.

Em Defesa da Divina Gnosis do Cristo.

Em Defesa da Divina Gnosis do Cristo.
JESUS CRISTO, Grande Mestre Gnóstico e Chefe da Loja Branca.
.
.

Kali; a rainha dos infernos e da fatalidade.


Os Dois Tipos de Obscuridade;  a NATURAL e a FATAL.
( Nova Edição )

Antes de entrarmos neste tema, é preciso entender primeiramente que a criação é dual e é por isso que nela vamos encontrar o ESPÍRITO e a MATÉRIA,  o SOL e a LUA, o DIA e a NOITE,  o AR e a TERRA, o FOGO e a ÁGUA, a VIDA e a MORTE etc.

Toda esta dualidade é necessária para que surja a criação e se dê o movimento natural da vida e de toda a mecânica cósmica. Sem a MATÉRIA primordial o ESPÍRITO não pode modelar sua criação. Sem a substância mental, não se pode tomar forma a MENTE. No entanto, existe a MENTE SUPERIOR, da qual se expressa a luz crística da consciência ( ou verdade universal ) e a MENTE INFERIOR que é residência das teorias, fantasias, ilusões, estórias e também de toda classe de maquiavelices, artimanhas, malignidades, crueldades etc.

DIA E NOITE são opostos entre si, assim como LUZ é o contrário das TREVAS. Entretanto, EXISTEM DOIS TIPOS DE TREVAS; a primeira podemos chamar de obscuridade natural positiva ( ou super obscuridade ) que é natural e necessária à criação ( como no caso da NOITE ), assim como é necessário também a destruição de tudo o que é inútil e danoso.  Já, a segunda obscuridade, é a obscuridade negativa e fatal proveniente da IGNORÂNCIA e do MAL, que é infra obscuridade. Poderíamos dizer que a MATÉRIA, como substância primordial, como natureza oposta e contrária ao ESPÍRITO, é obscuridade natural positiva  e ela existe como um útero gestador e modelador do pensamento e da obra do CRIADOR, muito embora pela sua materialidade se oponha a natureza fluídica e liberta do ESPÍRITO. Porém, a obscuridade positiva tem sua antítese negativa, que vem do ego, por exemplo, para produzir ignorância e maldade no mundo; esse já é o outro tipo de trevas. Uma coisa é a NOITE, o OCULTO, o VELADO, a MATÉRIA CAÓTICA, a SEMENTE IGNOTA, as ÁGUAS ESPERMÁTICAS como obscuridade natural de onde surge a criação e a sabedoria; outra coisa completamente diferente é a obscuridade negativa e fatal proveniente da IGNORÂNCIA e do MALIGNO, e que está refletido nas infradimensões.

Então temos dois tipos de TREVAS; a OBSCURIDADE NATURAL como substância que tem que tomar o sentido natural positivo para criar e produzir sabedoria; e a OBSCURIDADE FATAL que tomou o sentido inverso e negativo pela manifestação negativa do ego e da mente do anticristo, produzindo o mal e todo tipo de tenebrosidades.  

A respeito da obscuridade natural diz o Mestre Samael: "Do Caos sai o Cosmos e das Trevas a Luz",  em seu esplendoroso livro "Pistis Sophia Desvelado".

"A verdadeira substância de Sophia, temos de procurá-la no Caos.
É no Caos que se encontra a glória de Sophia.
Lux In Tenebris Lucet
A Luz brilha nas Trevas.
Sophia brilha nas Trevas.
A Água estrelada, o Mercúrio preparado, substância obtida em forma de água metálica branca e brilhante, é o resultado da Arte Hermética.
O que se encontrava difuso na massa tenebrosa, grosseira e vil do esperma animal, reluz agora mediante a Transmutação Sexual.
Do caos sexual surge sempre a Luz de Sophia e esta Luz resplandece nas Trevas. Sophia, como Verbo, é «Yaldabaoth» em plena ação".
( V.M. Samael Aun Weor )

Assim que, de mesma maneira, podemos dizer que existem dois tipos de Kali; a deusa Kali em seu aspecto destruidor positivo e a kali em seu aspecto negro e serpentino negativo.
A deusa mãe, como terceiro aspecto da Mãe-Divina é positiva, porque é Justiça, amor e morte e está intimamente associada a natureza infradimensional. 

Em contrapartida, a deusa em seu anverso antitético fatal, é aquela conhecida imagem da   Kali dos adeptos da magia negra que é de onde surge toda obscuridade fatal proveniente da tenebrosa ciência negra e da magia tântrica negativa dos invertidos, quando usam a força fohática cega da natureza de forma anti-natural, negativa e invertida. Este é o outro tipo de trevas, relacionado a ignorância, a infrasexualidade de Lilith e Nahemah ( antítese da Eva/Vênus ) e demais engendros tenebrosos provenientes das artes negras que utiliza a matéria caótica para seus fins escusos.
Quando as forças da criação são usadas negativamente e invertidamente pelos adeptos da feitiçaria, bruxaria e magia negra etc., tem-se a  formação das trevas como obscuridade negativa e fatídica, que aparecem nas infradimensões da natureza. Lembrando que existe o EU DA BRUXARIA que tem levado as pessoas a entrarem nas ciências ocultas negras. FUJA DISTO!!!

O Mestre Samael relata-nos que na Índia cultua-se a Kali como terceiro aspecto da Mãe Divina, que é a deusa Mãe-Morte modeladora da natureza infradimensional ( que é a mesma Hécate dos gregos, a Coatlicue dos astecas e a Prosérpina dos egípcios ); mas, também adora-se a sua antítese fatal, que é a KALI NEGRA dos adeptos da magia negra. É claro que nenhum gnóstico de Samael rende culto a  Kali, muito menos a divulga. Os que a divulgam são os infiltrados disfarçados de gnósticos.
Os gnósticos do V.M. Samael e do V.M. Rabolú somente cultuam a VIRGEM e o CRISTO da SANTÍSSIMA TRINDADE PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO.

A VIRGEM MARIA que o V.M. Samael muito citou e divulgou, corresponde a Maria, Isis, Réia, Cibele, Shakti, Stella Maris, muito cultuadas desde as culturas antigas. ELA é sempre virgem antes e depois do parto e seu rosto divino é de mãe terna, serena e amorosa, tal como sempre aparece para os gnósticos ( os verdadeiros ); tal como a vemos, por exemplo, no quadro MONALISA de Leonardo da Vinci que nada mais é do que a sua Mãe Divina interior. Veja mais em nosso ÁLBUM DE FOTOS sobre a Mãe Divina ( Deus como Mãe ) na Arte do Mundo.
https://goo.gl/photos/Jb91eXe7Ua8sWPBEA

O ego é a raiz da ignorância, da dor e da ilusão, que é o segundo tipo de trevas e é justamente na região infradimensional que vai se dar a involução e a desintegração do ego animal INVOLUNTARIAMENTE para libertar os 3% de consciência ou Essência que está socada entre os milhares de eus, caso não eliminemos o ego voluntariamente e conscientemente, aqui e agora.

Sobre a eliminação do ego, leia mais em:
Técnica para desintegrar o ego ( em morte em marcha )

Gnomo - escultura
A Essência é a fração de Alma/Consciência que toda criatura leva dentro de si mesma. A morte do ego nas infradimensões é a SEGUNDA MORTE de que fala São João no apocalipse. Então os 3% de Essência livre, que estava aprisionada e sufocada na multiplicidade de eus psicológicos, se liberta e converte-se em um ELEMENTAL da natureza, num Gnomo, para recomeçar a evoluir desde o reino mineral, depois o reino vegetal e animal até conquistar novamente o reino humanóide, para muito tempo depois ganhar novamente um novo corpo físico e viver entre os homens; na verdade entre os humanóides, porque o verdadeiro HOMEM é aquele que fabricou os corpos crísticos solares astral, mental e causal para converter-se em ANJO.

Samael Aun Weor, deixa muito claro, em seus ensinamentos gnósticos profundos e reveladores , que SHIVA, o Terceiro Logos, é o mesmo Espírito Santo da Santíssima Trindade e que se desdobra em SHAKTI;  a DEUSA-MÃE. Em outras palavras Shiva se desdobra em Shakti, em Deus como Mãe, por isso ELA ser sempre VIRGEM, tal como fora representada por MARIA, a mãe do Cristo Jesus.

"Todo anjo é, certamente, filho da Divina Mãe Kundalini. Ela é realmente virgem antes do parto e depois do parto.
Em nome da verdade, solenemente asseveramos o seguinte: O esposo de Devi Kundalini, nossa Mãe cósmica particular, é o Terceiro Logos, o Espírito Santo, Shiva, o primogênito da criação, nossa Mônada íntima, individual ou melhor, diríamos, sobre-individual". ( V.M. Samael Aun Weor )

 
Muito se falou sobre Shiva e sua esposa Devi kundalini Shakti ( a Mãe Divina ), que os tantristas negros querem confundir com Kali, em seu aspecto negro, oposto e fatal.

Shiva - Shakti

Ela, Devi-Shakti, é o aspecto feminino de Shiva. Ela, Devi Kundalini Shakti é a MÃE DIVINA ( DEUS-MÃE ); Ela é também Prakriti, a Deusa Mãe-Espaço, que toma vários nomes devido aos seus cinco aspectos.

Os diferentes aspectos da Mãe Divina são altamente significativos e exigem de nós, estudantes gnósticos, uma compreensão cada vez mais clara e profunda, para não cairmos na lábia dos tantristas negros  e seus exércitos de seguidores que surgem para confundir tudo, com o propósito evidente de levar os inquietos buscadores às suas seitas luciferianas tenebrosas.

Os Cinco Aspectos da Mãe Divina

Simbolizada pela VACA SAGRADA DE CINCO PATAS,  com a quinta pata nas costas  como que para se coçar ou espantar moscas, a Divina Mãe possui cinco aspectos fundamentais, representada pelas cinco patas que é o mistério esotérico da pentalfa, a saber:

O PRIMEIRO ASPECTO correspondente a Imanifestada Prakriti, a Mãe Cósmica, o Grande Ventre, a matéria cósmica indiferenciada, que existe muito antes de ter surgido o cosmos tridimensional.  A Mãe-Espaço é a matéria primordial da GRANDE OBRA. Diz o Mestre Samael Aun Weor: "O ESPAÇO como MÃE é o seio fecundo de onde tudo sai e de onde tudo volta".
SEGUNDO ASPECTO é a Deusa Mãe manifestada conhecida como Casta Diana, Isis, Tonantzin asteca, etc. A Deusa Mãe nos ama profundamente. Dela só emana amor, porque Deus-Mãe é amor.  A Deusa Mãe também sobe pelo canal medular quando convertida na serpente de fogo ( kundalini ) quando se trabalha com o o GRANDE ARCANO.
TERCEIRO ASPECTO é a Deusa Mãe-Morte.
QUARTO ASPECTO é nossa Mãe Natura particular, criadora de nosso organismo físico.
QUINTO ASPECTO é a Maga Elemental, a quem devemos todo o instinto e impulso vital.

"Jamais poderíamos andar na rochosa senda que conduz até a liberação final sem o auxílio da Divina Mãe Kundalini". ( V.M. Samael Aun Weor )


A Mãe Divina em seu TERCEIRO ASPECTO  é a Hécate dos gregos, a Coatlicue dos astecas, a Prosérpina dos egípcios e Kali dos hindus ( em seu aspecto superior e positivo ).  Ela é a Deusa Mãe−Morte, que é terror de amor e lei.
A deusa kali, em sua face positiva, é a viva expressão da lei, da justiça e da morte que vai  destruir o ego  animal e colocar um fim no que é destrutivo, maligno e anti-natural, e que sempre se dá na região do abismo. O terceiro aspecto da Mãe Divina também pode se transformar em sua antítese fatal que é a deusa Kali negra.

Escreveu o V.M. Samael:

"Vamos ao grão, aos fatos. Precisamos compreender fundamentalmente que o terceiro aspecto da Mãe Cósmica, chama−se Hécate ou Prosérpina, tem sempre a possibilidade de desdobrar−se em dois aspectos mais do tipo oposto ou fatal. Definamos. Aclaremos. Esses dois aspectos negativos da Prakriti vêm a constituir o que se chama Kali ou Santa Maria.
As duas polaridades da grande Mãe−Espaço estão representadas no Arcano VI do Tarot. Recordemos a virtude e o vício, a virgem e a rameira, Eva, a lua branca, e Lilith, a lua negra. Recordemos as graciosas esposas de Shiva, o Terceiro Logos: PARVATI e UMA, cujas antíteses são aquelas mulheres sanguinárias e ferozes: DURGA e KALI. Esta última é a tenebrosa regente desta horrível idade ou yuga: Kali Yuga. Kali, como a serpente tentadora do Éden, é o abominável órgão Kundartiguador, do qual tanto falamos em nossas Mensagens de Natal precedentes".
 


Nenhum gnóstico verdadeiro rende culto a Kali, obviamente, e nem a Lúcifer, só os adeptos da magia negra. Os gnósticos, os verdadeiros, somente rendem culto a VIRGEM e ao CRISTO e quando trabalha na eliminação do defeito psicológico, ele roga para a VIRGEM que desintegre seu defeito psicológico, ou seja, ele pede para a sua Mãe Divina particular e individual ( Deus como mãe ) para a desintegração do defeito psicológico auto-observado, todas as vezes que o mesmo aparece, seja em nossa mente, em nosso coração e em nossos atos. Dizia o V.M. Samael: "Defeito auto-observado, defeito morto".

Obra de arte: Monalisa
O grande e venerável mestre Samael Aun Weor, fala sobre os mistérios da obra mais famosa do mundo: Monalisa de Leonardo da Vinci. Revela-nos o Avatara da Era de Aquário que a célebre obra Monalisa ( também conhecida como Gioconda ) é a Mãe Divina pessoal e individual de Leonardo da Vinci. O valor da obra não reside apenas no hábil domínio dos pincéis e na expressão enigmática da arte renascentista habilmente executada pelo genial Leonardo da Vinci , mas também pelo seu valor espiritual, esotérico e transcendental. Contrariamente as especulações dos intelectuais, a Gioconda não foi nenhuma amante de Leonardo, obviamente, e sim a sua Mãe Divina interior, particular e individual. Ao contemplar a famosa obra de arte, o leitor poderá notar o olhar sereno, amoroso e de mãe de Monalisa, a Divina Mãe de Leonardo da Vinci.

"Na Monalisa não há nada de voluptuosidade, nem de erotismo, nem de flerte ou algo que se pareça a coisa humana, não há nada disso Nela".
( V.M. Samael Aun Weor ) 

Relatos ( resumidos ) do V.M. Samael sobre a Mãe Divina:

"...Ísis, Adônia, Tonantzin ( o segundo aspecto da minha Mãe Divina Kundalini), veio a mim mais veloz que o sopro do Euro…
Não tinha um rosto próprio de um mortal, possuía uma beleza impossível de definir com palavras, parecia irmã de Febo Apolo…
Eu me vi em seus amantíssimos braços imaculados. Parecia a adorável uma “dolorosa”, como aquela do bíblico Evangelho crístico…
Tinha fome e me deu de comer, sede e me deu de beber; enfermei e me curou. Impossível esquecer suas palavras:  "Filho meu, tu, sem mim, na hora da morte, estarias completamente órfão.”
Logo continuou dizendo: “ Tu, sem mim, estarias no mundo totalmente só. Que seria de tua vida sem mim?”
Posteriormente repeti: “Certamente, sem ti, Mãe Divina, eu estaria órfão. Reconheço plenamente que sem a tua presença, na hora da morte, me acharia realmente só.”
A vida se torna um deserto quando se morreu em si mesmo. Sem o auxílio da nossa Divina Mãe Kundalini, em toda a presença de nosso Ser, encontrar-nos-íamos, então, interiormente órfãos…
Ó Mãe adorável! Tu manifestastes o prana, a eletricidade, a força, o magnetismo, a coesão e a gravitação neste universo.
Tu és a divina energia cósmica, oculta na ignotas profundidades de cada criatura. Ó Maha Saraswati! Ó Maha Lakshmi! Tu és a esposa inefável de Shiva (o Espírito Santo).
( V.M. Samael Aun Weor )

"...Ela me levou aos bosques mais profundos do Éden, onde os rios de água pura da vida vertem leite e mel…
Virgem! Senhora de arborizados cumes! Tudo cala ante ti: a Ibéria inculta, o gaulês que, ainda morrendo, ardente desafia; e o sicambro feroz que, por fim rendendo as armas, humilhando, te respeita.
Adorável Madona minha! Pelos deuses que do alto do céu governam na Terra os mortais, imploro sempre teu auxílio…
O rosto da minha Mãe Natura era como o de uma beldade paradisíaca, impossível de descrever com humanas palavras…
Seu cabelo parecia com uma cascata de ouro, caindo deliciosamente sobre seus ombros alabastrinos.
Seu corpo era como a da Vênus mitológica; suas mãos, com dedos cônicos formosíssimos e cheios de gemas preciosas, tinham a forma crística…"

( V.M. Samael Aun Weor )  
.
Desdobrando-se em astral podemos conversar com a Mãe Divina, Deus como Mãe:


"Fora do corpo físico, nossa Mãe Cósmica particular, pois cada um tem a sua, assume sempre a presença maravilhosa de uma mãe virgem.
Certa vez, não importa o dia nem a hora, achando-me fora do corpo físico, encontrei-me com a minha Mãe Sagrada no interior de um precioso recinto. Depois dos costumeiros abraços de filho e mãe, Ela se sentou em um cômodo sofá, frente a mim, oportunidade que aproveitei para fazer perguntas necessárias..." ( V.M. Samael Aun Weor )


A propósito, sobre o desdobramento astral, leia mais em:
http://gnosesamaelgnosisgnosticos.blogspot.com.br/2014/03/tecnicas-para-o-desdobramento-astral-as.html
.

A substância criadora universal quando usada sabiamente e divinamente cria mundos maravilhosos e seres inteligentes espalhados no universo estrelado. Porém, a mesma substância quando é modelada torpemente e invertidamente, com IGNORÂNCIA, MALDADES e CRIMES contra a natureza, dá forma ao abismo ( infradimensões ) que se mostra disforme e obscuro no interior da terra.

A serpente que baixa
Os resultados da feitiçaria, da macabra ciência negra e da magia sexual negativa devido ao uso invertido da substância sexual criadora projetam-se nas zonas infradimensionais da natureza para depois serem dissolvidos no abismo.  ESTA É A FATALIDADE!

A cauda de satã que aparece nos tantristas negros é o resultado fatal da prática de magia sexual negra. Aqui é que mora a confusão, pois que os enganados rendem culto a Kali em sua face serpentina antitética e abismal.   

A deusa, em sua face positiva, como já explicado, é Morte, Justiça, Amor e Lei. Já a Kali-Lilith, o lado inverso e fatal da Deusa Mãe-Morte, está relacionado com toda classe de infra-sexualidade da ciência negra fatal, originária da serpente que desce ao abismo, etc. 

Kundalini, a serpente que sobe.
Cauda de Satan, a serpente que desce.
 


A serpente que sobe
Existe dois tipos de serpentes, a  que sobe e a que desce. A serpente que sobe é a serpente Kundalini que se encontra dormindo e enrolada três voltas e meia na região do cóccix. E a serpente que desce é a cauda de satã

Os magos brancos rendem culto a Devi kundalini Shakti, os magos negros rendem culto a KALI ( Kali-Lilith-Astaroth ), sem saber que serão destruídos posteriormente nos mundos sublunares.

Os adeptos da mão esquerda com suas práticas de magia sexual invertida desenvolvem a cauda de satan e se fazem habitantes do abismo para depois serem desintegrados no oitavo e último círculos dantescos das infradimensões. 

A desintegração é necessária para poder libertar a prístina Essência/Alma que ressurge à luz do sol, convertida em um novo elemental da terra, evoluindo lentamente até conquistar novamente o reino humanóide perdido. Aqueles que pensam em adquirir poderes e tornarem-se "transcendidos" com a magia tântrica invertida, no fim serão destruídos pela mesma Kali que cultuam, para depois voltarem a ingressar apenas como um simples elemental no corredor evolutivo da natureza.

Enquanto isto, aqueles que optaram para o tantrismo branco ( sem orgasmo ) nascem como ANJOS nas supradimensões ( ou céus ), para depois se transformarem em Grandes Mestres ( se assim quiserem ), ou seja, em verdadeiros MAGOS BRANCOS, com todos os seus poderes crísticos divinos, herdados da bendita Deusa-Mãe Devi Kundalini Shakti, através da ascensão da serpente dos mágicos poderes pela coluna vertebral dos sete corpos.

A maestria solar somente pode ser alcançada através da ascensão da Kundalini, quando a serpente sobe vitoriosamente pela coluna vertebral, através da magia sexual branca. Nada destas coisas abomináveis de chupar sangue menstrual e engolir fezes humanas, sêmen, urina e demais kalas preconizados pelos INVERTIDOS, pois que isso é pura magia negra. Também sabe-se, que a asquerosa técnica de reabsorção seminal depois de ejaculado o sêmen no canal vaginal é TANTRISMO NEGRO.

Vejamos o que diz o grande ocultista Samael Aun Weor:

"Os tântricos negros ejaculam o sêmen e logo recolhem-no de dentro da vagina. Esse sêmen, mesclado com o licor sexual feminino é reabsorvido novamente pela uretra, utilizando um procedimento tenebroso. O resultado fatal desse tantrismo negro é o despertar da cobra de uma forma absolutamente negativa. Então esta, ao invés de subir pelo canal medular, desce para os infernos atômicos do homem e transforma-se na horrorosa cauda de Satã. Com este procedimento, os tântricos negros separam-se do CRISTO INTERNO para sempre e se afundam no espantoso abismo definitivamente. Nenhum Mago Branco ejacula o sêmen. O Mago Branco segue pelo caminho do Matrimônio Perfeito". ( Do livro "Matrimônio Perfeito" - V.M. Samel Aun Weor )

"Os magos negros querem, com este procedimento fatal, unir os átomos solares e lunares com a finalidade de despertar a Kundalini. Como resultado de sua IGNORÂNCIA, separam-se de Deus Interno para sempre".( V.M. Samael Aun Weor )

Escreveu também o grande ocultista Samael Aun Weor:

"Nossas afirmações poderão parecer estranhas a aqueles que não estudaram nossas mensagens de Natal anteriores, mas, sinteticamente, diremos que essa Circe ou Kali vem a ser, de fato, a força fohática cega, a eletricidade sexual transcendente, usada de uma forma maligna. ( V.M. Samael Aun Weor )

"Já ouviram falar da cauda de Satanás…? Ela é o fogo sexual projetado desde o cóccix para baixo, para os infernos atômicos do homem. Esse rabo luciférico é controlado por um átomo maligno do inimigo secreto. A anatomia oculta ensina que esse demônio atômico está localizado no centro magnético do cóccix".( V.M. Samael Aun Weor )

Em função disto, alertou-nos o grande mestre gnóstico:

"A Ordem Kula da tenebrosa deusa Kali, passou da Atlântida à Índia; esta Ordem Kula é de Magia Negra. Nessa Ordem há duas classes de magos: os que odeiam o Sexo, e os que não o odeiam, mas que praticam a "ejaculação mística" da magia sexual negativa, que alguns tenebrosos deram a conhecer no ocidente do mundo".( V.M. Samael Aun Weor )

"A ORDEM KULA e sua DEUSA KALI vêm da MAGIA NEGRA dos Atlântes. Hoje essa ordem da deusa Kali existe na Índia. Com estes cultos tântricos desperta negativamente a cobra e baixa para os infernos atômicos do homem. Então se transforma na horrível cauda dos demônios. Assim é como os tenebrosos enganam aos ingênuos."
( V.M. Samael Aun Weor )

Quando o Mestre Samael fala de Kali como a deusa tenebrosa, está falando de seu aspecto serpentino invertido; de seu antipolo negativo e fatal.  Isto é o que não querem entender os adeptos da magia negra, por conveniência, é claro. Os magos negros rendem culto a Kali e , com a força sexual negativa, desenvolvem poderes sinistros da serpente das fatalidades que os faz baixar ao abismo. Repetimos: Nenhum gnóstico verdadeiro rende culto a Kali, só os adeptos da magia negra.

Dizem os ignorantes ilustrados e demais enganadores que estariam levantando a serpente Kundalini, mas o que estão fazendo é desenvolvendo a fatídica cauda de satan.

"As duas polaridades da grande Mãe−Espaço estão representadas no Arcano VI do Tarot. Recordemos a virtude e o vício, a virgem e a rameira, Heva, a lua branca, e Lilith, a lua negra. Recordemos as graciosas esposas de Shiva, o Terceiro Logos: PARVATI e UMA, cujas antíteses são aquelas mulheres sanguinárias e ferozes: DURGA e KALI. Esta última é a tenebrosa regente desta horrível idade ou yuga: Kali Yuga". ( V.M. Samael Aun Weor )
 

As Duas Marias; Magia Branca versus Magia Negra

"Existem duas serpentes: a que sobe pelo canal medular e a que desce. Nos magos brancos a serpente sobe, porque eles não derramam o sêmen. Nos magos negros a serpente desce, porque eles derramam o sêmen.

Nossa Senhora, a Virgem Mãe
A serpente subindo pelo canal medular é a VIRGEM. A serpente descendo do cóccix para os infernos atômicos da natureza é a Santa Maria da magia negra e da bruxaria. Eis as duas Marias: a branca e a negra. Os magos brancos rechaçam a Santa Maria negra. Os magos negros odeiam mortalmente a Virgem Maria branca. Quem se atrever a pronunciar o nome da Virgem nos salões da bruxaria é atacado imediatamente pelos tenebrosos. Quando o Iniciado está trabalhando na Grande Obra tem que lutar terrivelmente contra os adeptos de Santa Maria.
 As forças criadoras são tríplices: masculinas, femininas e neutras. Essas forças fluem de cima para baixo. Quem quiser regenerar−se terá que mudar este movimento e fazer retornar estas energias criadoras para dentro e para cima. Isso é até contrário aos interesses da natureza. Os tenebrosos então sentem−se ofendidos e atacam o Iniciado terrivelmente". ( V.M. Samael Aun Weor )

"Os tenebrosos no abismo adoram à Santa Maria e cantam−lhe versos de maligna sublimidade. Os magos brancos adoram à VIRGEM, que como Serpente de Fogo sobe pelo canal medular, e nela apoiam sua cabeça, como o menino nos braços de sua mãe adorável. Na Índia adora−se a Kali, a Divina Mãe Kundalini, mas também adora−se a Kali em seu aspecto negro e fatal. Estas são as duas Marias; a branca e a negra. As duas serpentes: a Serpente de Cobre que curava os Israelitas no deserto e a Serpente Tentadora do Edén. Existem Iniciações brancas e Iniciações negras. Templos de luz e templos de trevas. Todos os graus e todas as Iniciações fundamentam−se na serpente". ( V.M. Samael Aun Weor )

No ARCANO AZF encontramos o elo perdido; na INICIAÇÃO BRANCA SOLAR retomamos o caminho esquecido; no CARRO DE GUERRA do arcano n° 7 empunhamos o báculo e a espada e nos transformamos em guerreiros para reconquistar o que foi perdido.   Quem tiver entendimento que entenda, porque quem realmente possui a sabedoria oculta é o Grande Avatar Samael Aun Weor e não as vítimas das seitas hiperbóreas, vampiristas, thelemitas, kula, kaula e demais correntes do satanismo.

É preciso estarmos "alertas e vigilantes como o vigia em tempo de guerra", dizia-nos o V.M. Samael Aun Weor!

A VIRGEM, ou DIVINA MÃE KUNDALINI,
é aquilo que se chama AMOR.
 
"Deus-Mãe é Amor. Deus-Mãe nos adora, ama-nos terrivelmente. A Deusa Mãe do Mundo sobe pelo canal medular convertida em serpente de fogo quando trabalhamos com o Arcano A.Z.F. A Deusa Mãe do mundo é Devi Kundalini.  A Divina Mãe leva a seu menino em seus braços amorosos. O Cristo Interno de cada homem é esse Menino. A Mãe é Aquilo... Aquilo... Aquilo... Ísis... Amor... Mistério...

Rosto da Virgem
O devoto que quiser poderes deve pedir-lhe à Divina Mãe. O verdadeiro devoto se humilha ante Deus Mãe. Se o devoto verdadeiramente resolver corrigir seus erros e pisar o caminho da santidade, pode pedir à Divina Mãe o perdão de seu Karma passado, e a Mãe Divina o perdoa.
Mas, se o devoto não se corrige nem segue o caminho da santidade, é, então, inútil pedir perdão à Mãe Divina, porque ela não o perdoa. A Mãe Divina perdoa seus filhos arrependidos verdadeiramente. Ela sabe perdoar seus filhos porque são seus filhos.  Todo o Karma das más ações de passadas reencarnações pode ser perdoado pela Mãe Divina. Quando o arrependimento é absoluto, o castigo sai sobrando". (V.M. Samael Aun Weor)


           
_____________________________________________

Gnose Samael Gnosis Gnósticos
Gnósticos da Era de Aquário
 Em defesa do V.M. Samael Aun Weor
 
.